Crianças adotadas: saiba qual o momento certo de contar

A primeira pergunta que deve ser respondida é: A criança precisa saber que é adotada? Sim. Guardar em segredo o ato a adoção não é nada saudável para a família. Quando existe esse segredo, o assunto se torna um tabu e o sentimento de inquietação – e até mesmo inadequação – se instala nas crianças adotadas.
Crianças adotadas: o dilema de contar
Adotar uma criança é uma demonstração de amor. É por isso que esse ato deve ser tratado com total responsabilidade e ser muito bem planejado.Em algum momento da vida, os pais adotivos irão se deparar com o grande dilema de contar ou não para o filho que ele é adotado. O ideal é que a adoção não seja um segredo e, muito menos, um tabu em casa, para que isso não atrapalhe o desenvolvimento da criança. É importante que as crianças adotadas saibam que são frutos de uma adoção o quanto antes.O momento da revelação é difícil, mas necessário. É isso que os pais têm que ter em mente. Não existe, infelizmente, uma fórmula mágica para fazer essa revelação. Tudo depende do momento que a família está vivendo, dos questionamentos que a criança já demonstra e da idade da criança.É importante, para os pais que encontrarem alguma dificuldade, procurarem um psicologo para falarem de adoção com filhos. Esse profissional da saúde ajudará a família a passar por essa situação da melhor forma.Se a criança for pequena e aparentemente ainda não compreender o que é uma adoção, a história pode ser contada de forma lúdica. Ou então os pais podem mostrar fotos de quando ela ainda estava em orfanatos ou abrigos. É essencial que os pais expliquem que não são os pais biológicos, mas que sãos os “pais de criação ou de coração”.
Na maioria dos casos, as crianças adotadas, de alguma maneira, já desconfiam e já sabem da verdade. Para evitar conflitos, é melhor que os pais contem a história toda. Muitos pais têm medo de que os filhos adotivos os rejeitem quando descobrirem que, de fato, são adotados. Entretanto, os pais devem se lembrar que os laços afetivos criados com as crianças adotadas são muito fortes e foram construídos com muito amor, confiança e dedicação.
Crianças adotadas e suas origens
Todos têm a necessidade de saber suas origens. Os pais têm o dever de contar aos seus filhos de onde vieram e, se possível e for de interesse da criança, quem são seus pais biológicos. É unanimidade entre os especialistas que as crianças adotadas saibam sobre a adoção pelos pais. Se o filho adotivo já se encontrar na adolescência, é natural que haja um interesse por parte dele em saber mais sobre os pais biológicos. A adolescência é a fase onde buscamos descobrir a nossa identidade. Por isso, o interesse nos pais biológicos é completamente compreensivo. Portanto, pais, não tenham medo de contar a verdade ao seu filho. Revelar a adoção reforça os laços de confiança entre vocês e ele. A sinceridade é um ponto muito impontante para a união da família.